Resenha: Crimes do Tarô, Leonardo Nóbrega

23 novembro 2015



Título: Crimes do Tarô
Autor: Leonardo Nóbrega
Páginas: 336
O policial Tomás tem uma vida sossegada naquela cidade praiana. Seu trabalho se resume a resolver conflitos familiares, pequenos furtos e, muito raramente, algum crime passional.Entretanto essa paz é interrompida bruscamente após a invasão ao principal banco da região. O ladrão, que o guarda-noturno jurava ser uma mulher, havia levado dinheiro e deixado um defunto e uma cidade em polvorosa, além de duas figuras coloridas dentro de um cofre vazio. Duas cartas de tarô.Crimes do Tarô é uma trama costurada com ação, romance, mistério e suspense que passeia por comunidades ciganas e sociedades secretas. Roubos, mortes e paixão conduzirão o leitor através de vielas fétidas e labirintos esotéricos a um desfecho instigante e surpreendente.

Quando o Banco Efetivo é assaltado e um vigia assassinado, o policial Tomás é designado para o caso.
Na cena do crime ele encontra a tal carta de tarô e uma testemunha  relata que o assaltante na verdade é uma mulher, uma bela loira de olhos verdes.

Logo uma série de crimes começa acontecer, e a ligação entre elas a princípio, as cartas de tarô, mas Tomás descobre que as vítimas podem não ser tão vítimas quanto parecem.

Durante as investigações outros crimes aparentemente sem ligação começam acontecer, e algo inesperado para Tomás acontece: ele se envolve com Edith, funcionária do Banco Efetivo que lhe dará valiosas dicas à respeito do caso.
A livraria estava deserta àquela hora da manhã. Tinha um clima tranquilo, era um espaço de paz onde cheiros, luzes e sombras, objetos e móveis antigos em madeira escura harmonizavam-se. Era possível reconhecer ali a presença de culturas milenares e a sapiência de povos ancestrais. Mesmo pessoas céticas, como inspetor Tomás, podiam sentir a energia esotérica que inundava aquela pequena sala em uma estreita galeria do Bairro Cigano. A presença de Tomás naquela loja demonstrava a certeza que ele agora tinha de que mais cartas de tarô surgiriam para decifrar. Tinha esperança que não fossem muitas.

Com um trama repleta de mistérios e intrigas, Leonardo Nóbrega nos transporta para dentro  da história, dando asas à imaginação.
Fiquei angustiada em vários momentos querendo que o caso fosse resolvido logo para descobrir a verdade sobre quem era a Ladra do Tar^e quando tudo é revelado não decepciona.
O final me rendeu um queixo caído que demorou para voltar ao normal rsrsrs! E por sinal já quero saber o que vem depois, porque no final já tem um gancho para uma próxima história.

A narrativa é em terceira pessoa, o que proporciona uma visão bem ampla da história toda, e tem um ritmo bom, mas nas últimas 70 páginas aproximadamente, eu simplesmente não conseguia parar de ler, o que é surpreendente levando em conta que o gênero foge da minha zona de conforto.

Não irei me prolongar mais na resenha porque estou louca para soltar vários spoilers aqui, mas deixo a recomendação de um bom livro de um autor nacional que com certeza merece ser lido, você sendo ou não fã do gênero.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
A. Libri © Copyright 2017 ♥ Ilustração by Vexels.com ♥ Design by Kris Monneska.