terça-feira, 26 de julho de 2016

Resenha: A Indomável Sofia, Georgette Heyer

Título: A Indomável Sofia
Título Original: The Grand Sophy
Autora: Georgette Heyer
Editora: Editora Record
Páginas: 406
Compre: Amazon | Saraiva | Submarino
Livro cedido pela editora para divulgação
Sofia Stanton-Lacy é alegre, impulsiva e de uma franqueza desconcertante, características que não combinam com o que se espera de uma mulher em sua posição na sociedade londrina do início do século XIX. Educada durante as viagens de seu pai, órfã de mãe, ela chega à casa de sua tia em Berkeley Square para derrubar as convenções e surpreender a todos com seus modos independentes e sua língua afiada. E Sophy parece ter chegado no momento certo: seus primos estão com muitos problemas. O tirânico Charles está noivo de uma jovem tão maçante quanto ele, já Cecilia está apaixonada por um poeta, e Hubert tem sérios problemas financeiros.

A prima recém-chegada decide então ajudar a todos com sua determinação e impetuosidade, e acaba enfrentando agiotas, roubando os cavalos de seu primo e atirando de raspão em um honrado cavalheiro. Embora sejam sempre mirabolantes e arriscados, seus planos sempre dão certo e tudo parece estar sob seu controle. O que ela não espera, porém, é que seu primo Charles, que aparentemente não vê a hora de arrumar um marido para ela, de repente passa a enxergá-la com outros olhos...



Este é um livro tão incrível que mal tenho palavras para descrevê-lo!

Sofia Stanton-Lacy, também conhecida como Sophy, chega a Berkeley Square para passar uma temporada com a tia, Lady Ombersley, enquanto seu pai Sir Horace faz uma longa viagem ao Brasil.

Além da viagem, outro propósito para Sophy ficar com a tia, é que a mesma a apresente à sociedade londrina, a fim de encontrar um marido adequado.
Só que Sophy não é exatamente o que a tia esperava.

Sophy é impetuosa e tem uma maneira ímpar para resolver problemas, que ela por sinal encontra aos montes na casa dos tios.
É claro que ela choca a todos e quase leva seu primo Charles Rivenhall à loucura.

Charles é quem toma conta das finanças da família, por isso nada acontece na casa sem seu consentimento, algo que Sophy faz questão de ignorar.

Entre tantas outras loucuras, ela tenta ajudar sua prima Cecilia, que em breve ficará noiva de Lorde Charlbury, a conseguir se unir com seu amado Augustus, um jovem poeta totalmente alienado à tudo. O que deixa Charles mais revoltado ainda.

E se não bastasse tudo o que ela apronta, a noiva de Charler, a intragável Srta Wraxton tenta envenená-lo ainda mais contra a prima. Ô mulher insuportável!

Mas apesar de tudo, as intenções de Sophy são as melhores, e Charles de alguma forma enxerga e entende isso, mesmo que não demonstre, para não encorajá-la é claro!


Não falarei mais sobre o enredo para não dar spoiler, mas aconselho todos a lerem este livro!

É um dos melhores romances de época que já li, super divertido, com uma narrativa em terceira pessoa com diversos pontos de vista e super fluída, é praticamente impossível parar de ler.

Os personagens são cativantes, mas Sophy domina tudo com sua personalidade nada convencional para a época, o que mais gostei nela.

Aí fiquei pensando: como eu não conhecia essa autora e porque não li o livro antes?!
Os motivos não sei, mas o fato é que Georgette Heyer entrou para minha lista de autoras favoritas!

8 comentários:

  1. Gostei do seu blog (e de suas análises de livros!).
    Se tiver interesse, estou com um projeto de um livro (onde aceito sugestões nos textos) no seguinte endereço: http://heteronimosanonimos.blogspot.com.br/
    Obrigado!
    Paulo Matheus

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Desconhecia o livro.
    A trama parece ser bem leve e agradável de ler.
    Fiquei curiosa com a resenha e possivelmente procurarei para ler.
    Acho que Georgette irá entrar para minha lista de favoritas também.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, gostei da sua resenha e achei interessante a premissa do livro, mesmo não curtindo muito romances de epoca, mas esse parece ser bem instigante e cativante, por isso, darei uma chance e lerei.
    bjus

    ResponderExcluir
  4. Oi guria,
    Nossa, confesso que nunca li um romance de época, mas confesso que nenhuma sinopse me atrai, parece que todas as mocinhas são diferentonas e abalam a estrutura da alta sociedade, enquanto se apaixonam pelo lorde mais improvável e que mais ficava chocado com o comportamento dela. Eu gostei muito de Orgulho e Preconceito, mas depois dele todos parecem repetidos sabe. Como todo mundo que lê, ama, quem sabe uma hora me encanto também? :)
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Amo romances de época, então é claro que me apaixonei por esse também!
    Ainda não conheço o livro e nem a autora, mas vou procurar para ler assim que possível. Adorei sua resenha sem spoilers.
    Beijos.
    https://arsenaldeideiasblog.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, eu não gosto de romances de época. Mesmo Sophia não sendo a típica mocinha convencional no enredo o livro não me atraiu.
    Fica para uma próxima dica.
    Bj

    ResponderExcluir
  7. Olá!!! Amo romances de época, então é claro que estou louca por esse também! Recebi ele por ação com a Editora Record e está na lista de próximas leituras. Adorei sua resenha sem spoilers.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Olá.
    Eu amo romances de época e fico.muito feliz quando leio resenhas de livros novos. Isso só aumenta a minha lista de desejados. Já vi que vou ri com a Sophy e me apaixonar pelas loucuras dela.
    Adorei a sua resenha.
    Dica anotada.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Copyright © A. Libri | Layout e personalização por VR Design