domingo, 18 de setembro de 2016

Resenha: A Garota do Calendário - Fevereiro, Audrey Carlan

Título: A Garota do Calendário - Fevereiro
Título Original: Calendar Girl:February
Autora: Audrey Carlan
Páginas: 135
Compre: Amazon | Saraiva
Livro cedido pela editora
Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street JournalMia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre.

Em fevereiro Mia vai para Seattle.
Dessa vez seu cliente é Alec Dubois, um artista que precisa de uma musa para seu próximo trabalho e ela será esta musa.
Ao contrário do mês que passou com Wes, dessa vez Mia não precisará comparecer a inúmeros eventos sociais, mas posar para fotos e o que for necessário para Alec concluir seu trabalho, logo, ela passa o mês praticamente inteiro entre o apartamento e o estúdio do artista.

Alec é um homem bonito, intenso e até fofo em algunsm omentos, e apesar do envolvimento deles, pra mim não rolou aquela química, achei um tanto forçado, e a Mia passava parte do tempo comparando ele e Wes em vez de simplesmente curtir o momento.
Ela também surtou por algo que já sabia que aconteceria e o piti foi desnecessário.

Alec a ajudou a repensar algumas questões em sua vida e olhar a si mesma de outra forma, o que talvez traga algum amadurecimento para ela nos próximos livros.

Gostei mais do primeiro livro, este me decepcionou um pouco, pela questão da falta de química, a Mia com vários mimimis, espero que os outros livros da série melhorem.

A narrativa aqui também é em primeira pessoa sob o ponto de vista da Mia e a escrita da Audrey é bem fluída.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Copyright © A. Libri | Layout e personalização por VR Design