Resenha: A Guardiã de Muiraquitãs, Gustavo Rosseb

Título: A Guardião de Muiraquitãs
Série: As Aventuras de Tibor Lobato [Livro 2]
Autor: Gustavo Rosseb
Editora: Editora Jangada
Páginas: 336
Compre: Amazon | Saraiva
Neste segundo volume da série As Aventuras de Tibor Lobato, Sátir desaparece e seu irmão Tibor Lobato, junto com o amigo Rurique, partem em busca de pistas, numa jornada que envolve viagens subaquáticas, cidades fantasmas, ataques de lobisomens, botos e filhotes de saci.Quando os garotos pensam que as coisas não podem piorar, recebem um aviso da Guardiã de Muiraquitãs de que o último amuleto, que poderia garantir a vitória sobre a Cuca, foi roubado. Os rumores são de que o suposto ladrão é um forasteiro que ronda a Vila Serena, gerando muitas suspeitas e ainda mais mistérios. É chegada a hora de enfrentar a quaresma mais uma vez onde tentar sair ileso é uma tarefa quase impossível.
Em O Oitavo Vilarejo, Tibor Lobato e sua irmã Sátir foram morar no sítio com a avó, descobriram serem bisnetos de um poderoso ser do nosso folclore, e que a quaresma reserva muitos perigos, e que as lendas podem ser reais sim.


Agora um ano se passou e estão às vésperas de uma nova quaresma, que Tibor mal pode esperar, pois tem se sentido muito  entediado.
O garoto anda muito irritadiço e tem tratado a avó, a irmã e o amigo Rurique de forma agressiva.
A realidade é que sua vida estava normal demais, e ele queria que algo diferente acontecesse.
Logo à meia noite que marca o início da primeira noite de quaresma, após Tibos ter uma experiência um tanto estranha, um grito é ouvido na festa em que estão, as pessoas foram envenenadas e só uma boa curandeira poderia ajudá-los.
E isso só na primeira noite.


Nos dias que se seguem, em meio a aparente normalidade, Sátir desaparece, deixando apenas um bilhete.
E enquanto todos acreditam que a menina fugiu de casa, Tibor sente que a irmã não faria isso.

Rosa Bronze, uma menina da cidade que está passando uma temporada com a família em um dos sítios nos arredores se junta aos meninos na tentativa de encontrar Sátir, durante a noite e ignorando completamente os perigos que se encondem na noite.

Um grande perigo está à espreita, além de novas ameaças que surgem, e alianças antes não cogitadas são feitas, e eles descobrem que o Muiraquitã (amuleto poderoso) quebrado na última quaresma não era o único.
A Guardiã de Muiraquitãs surge e com ela um pouco de esperança.
Mas nem tudo é tão simples, não fazem a mínima ideia de quem levou ou para onde Sátir foi, e no decorrer da busca batalhas são travadas, vidas são perdidas.


Se você não é uma pessoa familiarizada com o folclore, vai aprender muita coisa, agora se assim como eu, cresceu ouvindo histórias e teve o folclore presente em atividades escolares e tudo mais, essa história é um presente.

O livro é repleto de aventuras, o Gustavo criou uma história incrível e este livro conseguiu ser ainda melhor que o primeiro, que é muito bom também, e no final tem um bônus em três partes, com os contos da dona Mirta, que dá aquela nostalgia, me lembra muito as histórias que ouvia quando criança.
Além de todos os seres que aparecem, lobisomens, sereias, sacis, o boitatá e por aí vai...

Eu nem preciso dizer que amei o livro né?
O enredo é ótimo, sem pontas soltas e a escrita do Gustavo é super fluída.
A narrativa é em terceira pessoa e o foco é o Tibor, e nos deixa uma mensagem, sobre como devemos valorizar quem nos ama (e amamos), afinal, até quando os teremos por perto?


-Esta noite, a sorte de todos será lançada - continuou o velho. - As consequências dos atos de hoje se refletirão no futuro.

18 comentários:

  1. Olá!
    Por sua resenha, achei que a narrativa desse livro deve ser bem frenética, né, bem no estilo aventura. Não curto muito isso, mas essa presença marcante do nosso folclore é um ponto muito, muito positivo para obra ao meu ver!

    ResponderExcluir
  2. Ótima Resenha!
    O livro me lembrou as capas de Percy Jackson. Pela sua resenha parece ser um livro que faz a leitura ser fluída. Gostei e vou deixar anotado para futuras leituras minha.

    Att

    ResponderExcluir
  3. Oi, Angélica!
    Não conhecia o livro. Uma das coisas legais que a literatura nacional nos proporciona é isso: a identificação. Com hábitos, lugares, costumes... Por isso às vezes fico meio desanimada quando pego um livro nacional e vejo que o autor ambientou a história lá fora, deu nomes estrangeiros aos personagens e por aí vai. Essa série do Gustavo, pelo jeito, soube usar elementos da nossa cultura para construir uma aventura e tanto! Leria, sem a menor dúvida.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  4. legal a história ter elementos do folclore em sua narrativa... deve ser uma bela aventura cheia de momentos empolgantes... se tiver a chance,farei a leitura... posso até recomendar pra alguns dos meus alunos ^^
    bjs...

    ResponderExcluir
  5. Olá! Não sabia desse poderoso ser do nosso folclore. Apesar de não conhece essa, já ouvi algumas história do nosso folclore e são muito boas. Que bom que amou o livro. Eu não o conhecia, mas já anotei a dica. Acredito que ler ele vou lembra da época de infância de ouvi algo do nosso folclore, coisa que faz tempo que não ouço. Beijos'

    ResponderExcluir
  6. primeiro: achei a capa muito parecida com a de Percy Jackson!!
    segundo: gostei bastante do enredo. é bem diferente do que encontramos no mercado! com certeza vou ler. vou começar pelo primeiro porque parece ser importante para entender melhor a ordem dos acontecimentos. muito obrigada pela dica! estou até ansiosa para ler!

    ResponderExcluir
  7. olá, tudo bem?
    Amei a sua resenha, mas infelizmente a obra não me conquistou. Faço mais o estilo romance clichê sabe? Estou seguindo seu blog e aguardo ansiosa sua próxima dica. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Lá no meu blog uma das colunistas escreveu resenha sobre o primeiro volume, ela adoro, eu nem sabia que já saiu a continuação. Graças a você já vou repassar essa informação para ela. Confesso que não leio esse tipo de livro, mas pela sua resenha acredito que valha a pena.

    By Patty (Viagens de Papel)

    ResponderExcluir
  9. Bom só conhecendo o primeiro volume, para poder ficar mais inteirada da história, mas vale a dica para conhecer ambos os livros.

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir
  10. Oiii meu bem, como tá?
    Fiquei encantada pela obra e espero ter a oportunidade de ler com toda certeza, é um livr envolvente e viciante, suas fotos ficaram lindas!
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  11. Adorei os elementos originais da trama, mas ainda assim não consegui ter vontade de ler :/

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?
    Não conhecia o livro, e a premissa não me instigou, mesmo a resenha estando tão ricas em detalhes sobre o mesmo, acho que não leria.
    Passo a dica, mas estarei indicando seu blog aos meus amigos que curtem o gênero.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  13. Olá, ainda não consegui ler nenhum dos livros da série, mas tenho bastante curiosidade de realizar a leitura. Parece ser uma ótima aventura.

    Abraços

    ResponderExcluir
  14. Oi, Angélica ^^
    Fico muito feliz em ver um autor nacional apostando em nosso folclore, viu. É bom ter algo nosso, que durante uma pesquisa vejamos que se originou nas matas brasileiras e que são contadas há gerações. <3
    Já tinha ouvido falar do primeiro livro mas desconhecia essa continuação e só posso dizer que o autor Gustavo arrazou em continuar trazendo enredos folclóricos para dar uma aula inconsciente de lendas brasileiras para os desinformados e desatentos.
    Espero que o Tibor consiga encontrar sua irmã e que o mal existente seja destruído nessa tal quaresma maldita.
    A capa do livro é linda demais!!! A vontade de ler cresceu aqui.
    Parabéns pela resenha e obrigado por compartilhar a sua opinião a cerca de uma obra nacional, Angélica. ^^
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem? Adoro saber de nacional utilizando nossa cultura, mas confesso que estou fugindo de séries. Minha estante está lotada, até de nacional, e não estou dando conta. Quem sabe futuramente?! Aliás achei a capa linda!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Sou muito interessada por esaa serie, acho que foi muito criativo da parte do autor trabalhar com nosso folclore brasileiro e como eu nunca tinha visto nenhum livro voltado.para esse tema eu me surpreendi

    ResponderExcluir
  17. Olá!

    Mas gente! É nacional? Eu não imaginava!
    Eu tenho preconceito com capa assim, ilustrada, como se eu olhasse e dissesse: infantil demais pra mim. Bobagem né, mas penso :(
    Saber que tem folclore nele, achei demais!! Mesmo eu não gostando de fantasia, talvez eu coloque esse na wishlist kkk

    Bjus

    ResponderExcluir
  18. Pode parecer loucura, mas eu concordo com isto: " as lendas podem ser reais sim". gostei do enredo do livro, apesar de juvenil, acredito que leria.

    ResponderExcluir

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.